top of page

Case blog: Dra. Maria Lígia Mendonça

case blog dra maria ligia mendonça.png
Texto na íntegra abaixo (sem linkagem externa) caso o link acima esteja corrompido.
Obs: Este texto possui caráter meramente informativo, as informações nele contidas não são suficientes para diagnóstico e/ou tratamento. Para mais informações busque profissional da saúde devidamente habilitado.

Os perigos dos procedimentos estéticos 

Conheça os riscos da estética realizada por profissionais despreparados

Todas nós queremos estar belas e confiantes sempre. Por isso, quando percebemos defeitos, sinais de envelhecimento ou mudanças ruins no corpo, é comum considerarmos as diversas opções estéticas do mercado. 

 

No entanto, se a avaliação e procedimento forem realizados por profissionais despreparados, nosso sonho de recuperar ou manter nossa beleza pode se tornar um grande pesadelo. 

 

Se você deseja entender os possíveis perigos dos procedimentos estéticos que esses casos representam para sua saúde e autoestima, confira esse artigo até o fim! 

Por quê a avaliação coesa é essencial  

Antes de qualquer solução ser iniciada, fica notável o quanto é importante estar com um profissional preparado logo nas primeiras consultas. 

 

Com essa infinidade de produtos e tecnologias disponíveis no mercado, é comum que os pacientes cheguem aos consultórios com uma "ideia pronta" do que desejam em termos de procedimentos ou resultado. 

 

E sem a orientação devida, essa atitude pode ser tão danosa quanto tomar um remédio para o qual não se tem prescrição. 

 

Por isso, cabe ao profissional responsável, o dever de conduzir o paciente primeiro por uma análise criteriosa. O que pode incluir estudar: 

 

  • O seu histórico de saúde e familiar;

  • Suas queixas e expectativas; 

  • Suas características individuais: podendo recorrer, por exemplo, à equipamentos específicos para diagnóstico como a fotografia digital ultravioleta, que permite conhecer algumas das propriedades da sua pele; 

E através desse processo, o melhor curso de ação pode ser traçado, junto com você, para atingir expectativas realistas e naturais, além de zelar pela sua saúde. 

 

Mas, você percebeu que por todo esse caminho sempre existe a soma de duas partes? Como você e o profissional qualificado de sua escolha devem formar um time? 

 

Você, de um lado, expõe a realidade dos seus problemas, desejos e características pessoais (como o seu histórico) de forma verídica. Enquanto do outro, o profissional analisa suas individualidades, realinha suas expectativas e mantêm sempre o seu bem-estar em primeiro lugar. 

 

Assim, o uso de qualquer produto e procedimento é realizado com muito mais segurança e assertividade. 

 

Mas e quando esse time não se complementa?  

 

Se você, por exemplo, desejar opções estéticas que arrisquem a sua saúde ou que poderão gerar um resultado exagerado, um bom médico irá zelar por você ao tentar demonstrar um caminho melhor. Mas se não conseguir convencê-lo, ele pode se recusar a prosseguir com o atendimento. 

 

Porém, e nos casos onde o “profissional” não é qualificado ou não tem a experiência necessária para aquele processo? O que pode acontecer quando ele não zela pela sua saúde ou por resultados naturais? 

 

Confira o próximo tópico para conhecer as respostas para essas dúvidas. 

Os perigos da estética má realizada 

Existem casos absurdos de pessoas que atendem pacientes mesmo sem a qualificação e registro profissional da área, mas também existem médicos que atendem sem a experiência necessária com os procedimentos, o que aumenta os riscos para os pacientes. 

 

Esses possíveis malefícios envolvem, por exemplo: 

  • Falta de cuidado com os produtos: sem mencionar o uso de substância de baixa qualidade, vencidas ou não manuseadas de forma correta. Até mesmo substância naturais ao corpo como o ácido hialurônico precisam de precauções como: não ser usado em pessoas lactantes ou gestantes, evitar áreas de inflamações, feridas, implantes ou com doenças dermatológicas e etc. 

  • Os resultados exagerados: casos conhecidos como o da atriz Melanie Griffith ou dançarina Gretchen, são exemplos da ação excessiva de procedimentos cirúrgicos e estéticos. O rosto pode perder a expressividade, ganhar um ar esticado, entre tantas outras possíveis repercussões. 

  • Danos à saúde: processos que usam de laser, por exemplo, devem ser manuseados com cuidado e prudência para não queimarem a pele. E nesse, como em diversos outros procedimentos, o risco de infecções, dores e outras complicações aumenta consideravelmente sem o preparo devido do profissional. 

  • ·Morte: infelizmente esse resultado também é possível. Recentemente, Silmara Regina de 45 anos veio a óbito na cidade de São José do Rio Preto (SP), após dez dias internada na UTI por complicações derivadas de uma injeção de botox feita em consultório odontológico.   

Então, a melhor forma de se aproximar de resultados bons e saudáveis é procurar por especialistas de confiança na área da estética e dermatologia. 

 

Assim, você poderá montar um time ótimo para sua autoestima e bem-estar! 

 

E então, tem dúvidas sobre esse ou outro tópico? Entre em contato! Será um prazer te ajudar! 

bottom of page